27 de abril de 2010

WORLD CUP HUNGRIA: Problemas mecânicos na Distância Longa


A minha participação na Hungria terminou como começou: "mp".

Na Distância Longa, com 37 minutos de prova, ia bem lançado, mas numa zona de cortes de árvores um galho deu-me cabo do desviador trasseiro, fui obrigando a desistir!

Foi mau demais, ir para tão longe fazer um sprint vergonhoso, uma distância média sem brilho com muitos erros e não concluír a distância longa por causa da bicicleta.

Resta-me continuar a treinar, o Mundial é o grande objectivo!

24 de abril de 2010

WORLD CUP HUNGRIA: Distância Média

Hoje foi a Distância Média, 21km com 550 metros desnível num terreno bastante rápido, onde as escolhas de opção tinham o "peso" maior.

Não fiz uma corrida inteligente, entrei bem no mapa e consegui ser bastante rápido nos 4 primeiros CPs, depois comecei a fazer pequenos erros que fazem toda a diferença, e já a fechar o pano, no penúltimo CP falho um single track e perco 2 minutos. Poderia ter entrado no TOP10 se estivesse ao meu nível.

Esta passagem pela Hungria não está a correr nada bem, mas já mostrei no WRE de COC que podem contar comigo para a guerra! Talvez esteja a apresentar alguma fadiga pelo facto de me ter "espremido" completa mente no último fim-de-semana e não estar com a carga de treino necessária para aguentar dois fins-de-semanas seguidos a bombar, devido ao acidente nos campeonatos nacionais!

Vamos ver como me porto na Distância Longa, vão ser 45kms com mais de 1000 metros de desnível, um autêntico desafio Húngaro com partida em massa!

A comitiva portuguesa esteve bem melhor que ontem, apesar de ainda não haver resultados oficiais, posso adiantar que eu e o Paulo Alípio fomos os melhores portugueses, 16º e 17º lugar respectivamente.

23 de abril de 2010

WORLD CUP HUNGRIA: "mp" no Sprint!


"missing punch" - Nem queria acreditar!

Comecei da pior forma a minha participação no World Cup da Hungria. Entrei bem no mapa e os primeiros pontos foram perfeitos, no entanto faço uma muito má opção para o CP4 e logo a seguir o Andreas Rief (um dos melhores atletas da Austria, no CP5 estava a ganhar-lhe 8 minutos!!!) e partir daí comecei a cometer erros de orientação, simplesmente não consegui manter os níveis de concentração. O pior ainda estava para vir, pois no CP12 (após o ponto de espectadores) controlei a baliza ao lado que estava a 10 metros, uma falha inaceitável visto que não confirmei o código! Enfim, são as regras do jogo!

Paciência, temos que aprender com os erros! De qualquer forma continuo motivado, sinto que estou a atravessar um bom momento de forma.

Depois deste começo desastroso vou procurar acabar bem. Amanhã vou sair determinado a redimir-me dos erros de hoje, a distância média é a minha favorita, não vou desanimar.

Na elite masculina a prova foi ganha pelo finlandês Samuli Saarela que foi, curiosamente, o 2º classificado no fim-de-semana passado (WRE do COC), evento em que eu fui o mais forte. Na elite feminina a vencerdora foi a Michaela Gigon.

O mais forte da comitiva portuguesa com o estreante David Machado, está concerteza de parabéns. O Paulo Alipio não foi feliz visto que perdeu mais de 5 minutos no CP8, e o João Ferreira fez "mp" exactamente como eu! A Susana ficou satisfeita com a sua prestação e quase ficou pouco acima da metade da tabela.

Mantenham-se informados em: http://www.mtbo.hu/

19 de abril de 2010

IV ORI-BTT CENTRO: VITÓRIA HISTÓRICA

Classificação Homens Elite (51 atletas):

(Dia 1 - Distância Média / Dia 2 - Distância Longa)
1º Daniel Marques COC-Portugal 
(1:46:03 2º / 1:10:00 1º) - 1233.77+1270.15 = 2503.92 pontos
2º Samuli Saarela Finland
(1:46:15 3º / 1:11:00 2º) - 1232.28+1258.75 = 2491.03 pontos
3º Mika Tervala Finland
(1:45:18 1º / 1:13:51 4º) - 1239.37+1226.24 = 2465.61 pontos
4º Elmeri Juura Finland
(1:50:35 9º / 1:12:53 3º) - 1199.91+1237.27 = 2437.18 pontos
5º Jussi Laurila Finland
(1:47:47 4º / 1:16:38 8º) - 1220.82+1194.50 = 2415.32 pontos



Fim-de-semana memorável, tudo foi perfeito.

No primeiro dia da competição, na distância longa, fiquei supreendido com o meu resultado. Fiz uma etapa muito esforçada onde não cometi erros de orientação, mas fui ao meu limite físico e terminei com algumas caimbrãs. Perdi minutos preciosos nos últimos 3 postos de controlo, onde quebrei fisicamente.

No entanto fiquei muito motivado, tinha de estar confiante para a distância média, sabia que aí conseguia aguentar fisicamente e se mantesse os níveis de concentração elevados o resultado poderia ser outro...

...e não é que consegui!!!

As probabilidades eram reduzidas visto que os adversários eram muito fortes e eu vinha de um periodo de recuperação, não sabia como o corpo e a mente iam reagir. Deste modo, o sabor deste triunfo foi simplesmente divinal.O sonho tornou-se realidade. O momento não poderia ser mais oportuno. Estou a atravessar uma fase muito especial da minha vida e esta vitória resultou de muita força de vontade, queria muito dedicar todas as minhas qualidades à família que me apoia incondicionalmente:

...ao David, o bébé mais fofinho do mundo!
...à Márisa, a mulher que me ama e que me atura!
...à minha Mãe, a Avô mais babada do mundo!
...ao meu Pai, que está a trabalhar em Angola e que é o meu modelo, um autêntico Guerreiro!
...ao Guilherme, o meu grande irmão que afina a minha bike!
...à Cláudia, a minha querida irmã!
...ao Inácio, o Tio mais com quem mais me identifico, o Homem de Ferro!
...à maravilhosa familia COC, a todos os meus amigos, aos patrocinadores, enfim, apetece-me agradecer a toda a gente que me apoia porque sinto que não consegui esta vitória sozinho!

16 de abril de 2010

3 SEMANAS DEPOIS...

Em véspera do IV Ori-BTT do Centro, prova do World Ranking Event, estou ansioso por voltar à competição. Treinei quando e como me foi possível. Mentalidade: duplamente maneta mas com pernas operacionais!

10 dias depois...comecei a treinar indoor

16 dias depois...regressei aos treinos de BTT

Não estou nas condições ideais para enfrentar a Elite Finlandesa e Francesa, mas vou (como sempre) dar o meu melhor!

3 de abril de 2010